quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Frases feitas - Coisas do Arco da Velha

Coisas do arco-da-velha

Significado: Coisas inacreditáveis, absurdas, espantosas, inverosímeis. 

Origem: A expressão tem origem no Antigo Testamento; arco-da-velha é o arco-íris, ou arco-celeste, e foi o sinal do pacto que Deus fez com Noé: "Estando o arco nas nuvens, Eu ao vê-lo recordar-Me-ei da aliança eterna concluída entre Deus e todos os seres vivos de toda a espécie que há na terra." (Génesis 9:16) 

Arco-da-velha é uma simplificação de Arco da Lei Velha, uma referência à Lei Divina. 

Há também diversas histórias populares que defendem outra origem da expressão, como a da existência de uma velha no arco-íris, sendo a curvatura do arco a curvatura das costas provocada pela velhice, ou devido a uma das propriedades mágicas do arco-íris - beber a água num lugar e enviá-la para outro, pelo que velha poderá ter vindo do italiano bere (beber). 

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Dia da Biblioteca Escolar em Portugal - 26 de outubro

O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabelece 26 de outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal, para 2015. O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para 2015 é: A biblioteca escolar é super!


No primeiro intervalo da manhã projetamos para toda a comunidade educativa  o filme A biblioteca escolar é super!



Filme "A biblioteca escolar é super!" - Trata-se de uma produção OLE 2015 que será projetada no Dia Internacional da Biblioteca Escolar e assume como título o "slogan" definido a nível nacional para essa comemoração. De caráter cómico, é um filme a preto e branco, a lembrar as películas de Charlie Chaplin, cimentadas na mímica, intercalada por títulos ou comentários lacónicos. O enredo é simples: um rapaz que pretende conquistar uma rapariga, sendo que só é bem sucedido depois de recorrer à biblioteca, onde encontra inspiração em Camões. O filme, pontuado por várias peripécias hilariantes, conta com o elenco da OLE - ESPBS e terá uma duração curta.

Agradecimentos: 1- o trabalho fantástico produzido pelo elenco da OLE - ESPBS e de uma forma especial à professora Helena Guimarães;
2 - Aos alunos Lucas Silva, Paulo Azevedo e Simão Magalhães do 11º K do curso profissional eletrónica de automação e computadores pelo trabalho prestado na projeção do filme.
3 - Á professora Dores Xavier pela decoração da biblioteca escolar.

O filme também voou na biblioteca escolar Bernardino Machado e ficam aqui alguns testemunhos:

  • "Achei o filme engraçado e foi divertido reconhecer alguns colegas. O tema tem a ver com a nossa idade...". Lúcia Dias, nº 12, 7ºG
  • "O filme consegue provar que a biblioteca e a leitura são importantes". Francisco Monteiro, Nº8, 7ºG
  • "O filme foi muito interessante e ajudou-nos a conhecer melhor a adolescência. E gostei de conhecer alguns colegas",  Leonor Guimarães, nº 11- 7º G

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Livro do Mês - Crónica dos Bons Malandros


Título: Crónica dos Bons Malandros

Autor: Mário Zambujal

Editor: Clube do Autor

Publicação: 2011

Número de Páginas: 148

Sinopse:  Sinto-me sequestrado por estes bons malandros". Aos livros que fui escrevendo, e outros que venha a escrever, não lhes valem possíveis méritos. Mais de trinta anos depois de saltarem à cena, sem outra pretensão do que fazer sorrir circunstanciais leitores, os bons malandros não arredam pé e ganharam a afeição de gerações sucessivas. Nada mais surpreendente, para quem lhes deu vida, esta longevidade que permite divertir jovens de hoje, tal como acontecera com seus pais e mesmo avós. Aqui se apresenta uma nova (e esmerada) edição de um livro que já galgou pelo cinema e pelo teatro e ameaça novos estrondosos cometimentos. Entretanto, o que o autor ambiciona é o mesmo de sempre: proporcionar prazer de leitura a quem se dispõe à descoberta das singulares aventuras destes bons malandros. Se eles vos divertirem, cumprem o seu destino."

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma.

Nota: Este livro foi selecionado para o Concurso Nacional de Leitura a decorrer no AEPBS, para mais informação: https://cnlespbs.wordpress.com/

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Apresentação das regras de funcionamento da Biblioteca

A Equipa da Biblioteca recebeu todas as turmas de 5º ano, para apresentar as normas e regras de funcionamento deste espaço escolar. Assim, apresentamos a equipa que dá vida à biblioteca, as atividades que têm sido realizadas, as regras que regem a requisição de livros, as normas que orientam a permanência na biblioteca e a consulta de livros, entre outras informações do interesse dos alunos.
A mensagem que pretendemos passar aos nossos alunos foi que a Biblioteca é de todos, que aproveitem da melhor forma os recursos que ela lhes pode oferecer, respeitando todas as regras de funcionamento.
Bom ano para todos!







quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Frases feitas

À grande e à francesa

Significado: Viver com luxo e ostentação. 


Origem: Relativa aos modos luxuosos do general Jean Andoche Junot, auxiliar de Napoleão que chegou a Portugal na primeira invasão francesa, e dos seus acompanhantes, que se passeavam vestidos de gala pela capital. 

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Dia Mundial da Alimentação Saudável


A Biblioteca Bernardino Machado comemorou o Dia da Alimentação Saudável, em parceria com o grupo disciplinar de Ciências Naturais, no dia 16 de outubro, data destinada a refletir e a consciencializar as pessoas sobre a importância de praticar uma alimentação correta.
Começámos por receber os alunos do ensino profissional de Técnico Auxiliar de Saúde, da turma do 12º ano, que falaram sobre a necessidade de se praticar uma alimentação saudável aos alunos do 6º A e aos delegados e subdelegados de todas as turmas.
Seguiu-se a nossa Hora do Conto, também dedicada ao tema da alimentação saudável, com a leitura do conto "As maçãs do Sr. Peabody", aos alunos do 5º B. Depois da leitura do conto foram distribuídas maçãs e registamos provérbios sobre maçãs e alimentação saudável.
Os alunos puderam apreciar os seus trabalhos subordinados ao tema Aromas e Sabores de Frutas e Legumes, expostos na Biblioteca, bem como a roda dos alimentos e livros sobre o assunto.
O dia terminou com música, a professora Joaquina Faria teve a amabilidade de trazer os seus alunos da turma E. B. J. 14, de 4º ano a cantar o rap da alimentação: "Comer bem ou mal" e a canção da sua autoria "Gosto de comer", aos alunos do 5º G, que vieram acompanhados pela professora Raquel Coelho.



Dia da Alimentação on PhotoPeach

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

O Barracão Abandonado - Um conto improvável



Este conto foi escrito pelos alunos do 10º N, este ano, com a orientação do professor de Português António Paiva. Parabéns... aguardamos mais novidades.

Início do conto

"Tenho os pés enterrados na areia húmida, os olhos pousados no balançar das ondas, ausente de toda a realidade. Por cima de mim, ameaçadoras, as nuvens ameaçam descarregar toda a sua raiva e fúria. Sobrevoando as dunas altas, um bando de gaivotas lança gritos estridentes, anunciando um fim de tarde violento.
Puxo a gola do casaco para cima, tentando evitar o frio que me corta a pele, mas não é esse frio que me traz desorientado hoje. Há algo que me incomoda,..."

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Fórum de leitura

Os alunos da turma A de 7º ano, acompanhados pela professora Fátima Pombal, deram início aos fóruns de leitura realizados mensalmente na Biblioteca Escolar Bernardino Machado.

Falou-se de livros, de leituras, dos benefícios da mesma e da importância dos contos infantis na educação das crianças.


Um grupo de alunos, que representou a peça "História Breve da Lua" de António Gedeão contou aos colegas como é sentir que se dá vida a um livro, que foi o seu caso.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar


O livro História de uma Gaivota e do Gato que a ensinou a voar, de Luís Sepúlveda,  recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, para os 7os anos, para leitura orientada na Sala de Aula, tem sido apresentado aos alunos de todos os 7os anos do agrupamento.
Esta é a história de Zorbas, uma gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.
Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota...
Com a graça de uma fábula e a força de uma parábola, Luís Sepúlveda oferece-nos neste seu livro uma mensagem de esperança de valor literário e poético.
Esta interação da Biblioteca Escolar com o currículo de português pretende motivar os alunos para a leitura e compreensão da obra.


terça-feira, 13 de outubro de 2015

Hora do Conto nas BE do 1º Ciclo

Frases feitas: Do tempo da Maria Cachucha

Do tempo da Maria Cachucha

Significado: Muito antigo.

Origem: A cachucha era uma dança espanhola a três tempos, em que o dançarino, ao som das castanholas, começava a dança num movimento moderado, que ia acelerando, até terminar num vivo volteio. Esta dança teve uma certa voga em França, quando uma célebre dançarina, Fanny Elssler, a dançou na Ópera de Paris. Em Portugal, a popular cantiga Maria Cachucha (ao som da qual, no séc. XIX, era usual as pessoas do povo dançarem) era uma adaptação da cachucha espanhola, com uma letra bastante gracejadora, zombeteira. 

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Frases feitas: Ter para os alfinetes


Ter para os alfinetes


Significado: Ter dinheiro para viver.


Origem: Em outros tempos, os alfinetes eram objeto de adorno das mulheres e daí que, então, a frase significasse o dinheiro poupado para a sua compra porque os alfinetes eram um produto caro. Os anos passaram e eles tornaram-se utensílios, já não apenas de enfeite, mas utilitários e acessíveis. Todavia, a expressão chegou a ser acolhida em textos legais. Por exemplo, o Código Civil Português, aprovado por Carta de Lei de Julho de 1867, por D. Luís, dito da autoria do Visconde de Seabra, vigente em grande parte até ao Código Civil atual, incluía um artigo, o 1104, que dizia: «A mulher não pode privar o marido, por convenção antenupcial, da administração dos bens do casal; mas pode reservar para si o direito de receber, a título de alfinetes , uma parte do rendimento dos seus bens, e dispor dela livremente, contanto que não exceda a terça dos ditos rendimentos líquidos.»

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Autor do Mês - Jorge Amado




Biografia: 

Jorge Amado, um dos representantes do ciclo do romance baiano, nasceu em Itabuna, Bahia, em 10 de agosto de 1912. É considerado é dos principais representantes do romance regionalista da Bahia.

Este romancista brasileiro é um dos mais lidos no Brasil e no mundo. Com livros traduzidos para diversos idiomas, as suas obras refletem a realidade dos temas, paisagens, dramas humanos, secas e migração.   

Escritor desde a adolescência, Jorge Amado segue o estilo literário do romance moderno. Nos seus livros existe o domínio do físico sobre a consciência. As suas personagens geralmente são plantadores de cacau, pescadores, artesãos e gente que vive próximo do cais, em Salvador, capital da Bahia. 

O estilo deste autor também é conhecido como romance da terra e os seus livros possuem uma linguagem agradável e de fácil compreensão. As suas obras literárias conquistaram não só os falantes da língua portuguesa como de outros idiomas: inglês, espanhol, francês, italiano, alemão, etc. 

Morreu em Salvador ( Bahia ), no dia 6 de Agosto de 2001, quatro dias antes de completar 89 anos de idade.  

Bibliografia: 

O País do Carnaval, Cacau, Jubiabá, Terras do Sem fim, A Morte e a Morte de Quincas Berro d´Água, Seara Vermelha, O Cavaleiro da Esperança, O Mundo da Paz, Os Subterrâneos da Liberdade, Gabriela, Cravo e Canela, Suor, Mar Morto, Capitães de Areia, São Jorge dos Ilhéus, Os Velhos Marinheiros, Os Pastores da Noite, Dona Flor e seus Dois Maridos, ABC de Castro Alves, O Amor do Soldado, Bahia de Todos os Santos, A Estrada do Mar, Tereza Batista Cansada de Guerra, Tieta do Agreste, Farda Fardão e Camisola de Dormir.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Dia Mundial da Música

"A música é uma forma de arte que transcende a linguagem."
Herbie Hancock

O Dia Mundial da Música comemora-se anualmente a 1 de outubro.
A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.
Neste dia decorreram várias atividades, organizadas em articulação com os professores da disciplina, na Biblioteca Bernardino Machado, de forma a celebrar o Dia Mundial da Música, decorámos a nossa montra com livros, instrumentos, pautas e imagens de compositores e ouviu-se música ambiente.
Com estas actividades pretendemos:
promover a arte musical entre os alunos,
divulgar a diversidade musical e
proporcionar bem-estar.

Guião do utilizador "A Casa de Camilo" 2015/2016