terça-feira, 30 de setembro de 2014

Pensamento da Semana


Autor do Mês - Afonso Cruz



Afonso Cruz

Além de escrever, Afonso Cruz é ilustrador, realizador de filmes de animação e compõe para a banda de blues/roots The Soaked Lamb (onde canta, toca guitarra, harmónica e banjo). Nasceu em 1971, na Figueira da Foz, e haveria, anos mais tarde, de viajar por mais de sessenta países. Vive com a sua família num monte alentejano onde, além de manter uma horta e um pequeno olival, fabrica a cerveja que bebe. Em 2008, publicou o seu primeiro romance, A Carne de Deus - Aventuras de Conrado Fortes e Lola Benites e, em 2009, Enciclopédia da Estória Universal, galardoado com o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco - APE/Câmara Municipal de Famalicão. Escreveu, ainda, Os Livros Que Devoraram o Meu Pai (Prémio Literário Maria Rosa Colaço 2009), A Contradição Humana(Prémio Autores 2011 SPA/RTP; seleção White Ravens 2011; Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração 2011) e A Boneca de Kokoschka.

Fonte: Wook

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Fotografia da Semana



Praia de Moledo - atividade de "stand up paddle​"​
Captada em 7 de agosto de 2014

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Um Poema por Semana - Prisioneira

Prisioneira…

Apenas vislumbro quadrados
E torna-se difícil suportar
Pedro Miranda
Os risos das crianças
Que me fazem mais chorar.

Pássaros cantam livres
De ramo em ramo sempre a cantar
Apenas eu estou presa
Oh! Quem me dera voar!

Só queria ser feliz
Encontrar a liberdade
Com ela me embriagar
Gritar de felicidade!

Deixa-me sofrimento
Peço-te, deixa-me em paz,
Quero ser de novo eu
Mostrar que sou capaz.

Quero abraçar uma árvore
Quero colher uma flor
Quero reencontrar-me
Seja a que preço for.


Sara Filipa Matos Dias

1.º Prémio – Ensino Básico Concurso Literário ESPBS 2011

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Fotografia da Semana

Paulo Pereira


Praia do Castelo do Queijo
Surfistas
Captada em 15 de setembro de 2014

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Um Poema por Semana - Gestos

Gestos

Musicalidade que se constrói
Pedro Miranda
Em cada gesto teatral,
Por cada passo dado,
Em cada história contada.

Ritmo que transparece
Em movimentos ensaiados,
Por corpos fundidos
Sem matéria trocada.

O que saiu já não volta,
Só interessa o que se cria
Porque o construído já não alimenta,
Não abastece a criação.

Apenas o instante assegura
A alma, a vida, a existência,
O sentido da alegria,
A necessidade do perdão.

Porque uma lágrima
Só o coração toca
Quando escorre,
Já nada é
Quando cai no chão.

Porque a liberdade só é sentida,
Não depois da partida,
Mas no momento de largar a mão.

2.ª Menção Honrosa – E. Secundário Concurso Literário ESPBS 2010

Bárbara Daniela Pereira Carneiro

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Fotografia da Semana

Paulo Pereira


Arcos de Valdevez - Igreja de S. Paio
Captada em 14 de Setembro de 2014

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Um Poema por Semana - A Rua dos Estudantes

A Rua dos Estudantes
Pedro Miranda

Esta é a rua onde passam
Aqueles que crescem e os que ajudam a crescer,
Os que correm e os que correm por correr.

Esta é a rua que todos vão visitar
E pouco nela há para contemplar,
Uma rua sem alegria nem cor
E todos sorriem neste corredor

Aqui alguns se dão a conhecer,
Outros no seu canto permanecem.
Esta é a rua do sonho e do querer
E de momentos que nunca se esquecem.

A rua que atravessa gerações,
De pai para fi lho, até ao bisneto!
A ala onde todos têm lugar,
Isso é certo.

A rua que não tem nome agora,
Nem o quis ter antes.
Esta é a Rua dos Estudantes.

1.ª Menção Honrosa – E. Secundário Concurso Literário ESPBS 2010
João Luís Oliveira Rafael